16 novembro 2005

Pentágono confirma uso de fósforo

Já este mês escrevi aqui, um apontamento sobre o eventual uso de armas químicas pelos norte-americanos no Iraque, segundo uma acusação efectuada num programa da RAI (televisão italiana).
Nesse programa alguns ex-militares, apresentados como norte-americanos terão afirmado que o efeito do fósforo nos corpos era horrível. Os corpos desfaziam-se em contacto com o fósforo das citadas armas.
Só vi parte do programa. Aquile que as televisões mostraram. Não tive oportunidade de ver o programa completo da RAI. Mas o que vi, chegou.
Pois bem. Um porta-voz do Pentágono acabou por confirmar que, de facto, as forças militares norte-americanas terão usado o citado fósforo – branco, como ressalva – no Iraque.
Ainda de acordo com aquele porta-voz, o uso do fósforo não é ilegal porque não é uma arma química, mas que se “… trata de uma arma convencional, e não uma substância química de efeito incendiário” sublinhando que o fósforo é usado como “agentes sinalizadores e para criar cortinas de fumo”.
Sem comentários.

1 comentário:

IO disse...

Pois, para os grandessíssimos filhos da p... só o que eles usam é legal. Que nojo de gajos, criminosos!!

Abraço para ti, E. - e também gostei de ler o 'post' sobre o alto padre de Angola, ontem, mas não consegui comentar...