05 novembro 2005

Que se passa em França?

© Foto retirada da SicOnline
Será que alguém consegue explicar, cabal e eficazmente, o que realmente se passa em Paris, primeiro, e nas restantes cidades francesas, actualmente.
Não me parece que dois jovens electrocutados sejam razão suficiente para os distúrbios e autênticos actos de vandalismo que grassam em França.
Também não me parece razão bastante que estes desmandos possam e devam ser motivo para as autoridades começarem já a rotular de terrorismo urbano e alguns certas comunidades sejam acusadas de terem e de estarem por detrás destes actos totalmente gratuitos.
Cerca de 2300 carros destruídos, 500 detidos, uma biblioteca municipal e um ginásio incendiados são razão sim para seja analisada e repensada a forma como as comunidades são inseridas nos diferentes contextos locais.
Por vezes é mais fácil criar e ler rótulos que analisar os conteúdos. E se os assuntos são de raiz afro-magrebina e asiática, então a rotulagem é maior. E aí em vez de diluirmos o perigo, aumentamo-lo.
E marchas silenciosas por muito meritórias que sejam não parecem ser suficientes.

3 comentários:

MN disse...

Caro amigo, gostava de lhe fazer um convite!!! Visite o Blog www.olhoatento.blogspot.com.
Peço que leia o post "Brasileiro chinga pátria", em seguida leia o comentário que fiz ao referido post. Sem abusar do seu tempo gostava também que respondesse ao pedido que faço no coment pois tou em crer que o Sr me poderá facultar uma resposta de grande valor.

Melhores cumprimentos

E-clair disse...

No "klepsydra" há reflexões interessantes... Quanto às causas, certamente que não foi pelos dois rapazes que morreram (ao que se sabe acidentalmente) electrocutados... "La banlieu" é há muito um barril de pólvora que explode sistematicamente.

NUNO FERREIRA disse...

O que se passa em França é fruto da guetização das comunidades árabes. Colocaram-nos nos subúrbios e esqueceram-se deles lá