18 fevereiro 2006

Banco de angolano-português vira ibero-angolano

De acordo com o Semanário Angolense, o Banco Totta Angola, um banco de direito angolano, detido em partes iguais pelo português(?) Totta-Santander e por angolanos viu a parte lusa do seu capital dividido por duas entidades ibéricas e que, por sinal, ambos estão, de certa forma, directa ou indirectamente, ligados ao poder de cada uma das suas capitais: a Caixa Geral de Depósitos (CGD), entidade bancária lusa, também com interesses em Espanha, e o espanhol Santander-Central-Hispano, detentor da maioria do capital do Totta-Santander (ou Santander-Totta ou, simplesmente e sem medos, Santander, o mesmo que está por detrás da OPA à PT (Portugal Telecom) também com interesses em Angola).
Não é interessante que duas entidades bancárias estreitamente ligadas aos dois poderes socialistas ibéricos, tenham dividido o capital da parte portuguesa entre si? E não é interessante os espanhóis que nunca estiveram desejosos de entrar no sistema bancário angolano tenham desferido esta estocada?
E já agora, sabem quem é um dos accionistas da Unitel, uma rede em forte expansão; ou da rede de dados Multitel ou da lista telefónica ELTA? E quem comprou há pouco tempo uma participação maioritária numa rede móvel do Congo Democrático? Ah! E já agora quem é um dos principais bancos da espanhola Telefónica?
Meras perguntas, simples questões!!!

1 comentário:

a mão que embala o blogue disse...

olá.bom fim-de-semana.