26 março 2006

Estórias literárias

© “prostituta” retirado daqui

«Várias histórias sobre a História de Angola»
por: Jorge Eurico (Notícias Lusófonas)

Por vezes não posso deixar de trazer para este espaço, artigos de terceiros que, pela sua qualidade e pertinência, devem ser alvo de leitura atenta e meditativa.
É o caso da crónica, cujo o título encima este apontamento, que a seguir vos deixo um pouco para saborear e que depois poderão ler na íntegra acedendo na ligação acima.

Fernando Alberto da Graça Teixeira, “Baião”, conta, no seu livro, que me foi gentilmente oferecido há dias pelo jornalista Rodrigues Vaz, com o título “Branco de Quintal”, “várias Estórias sobre a História de Angola”.[edição conjunta da Pangeia Editores e Chá de Caxinde]
Entre as estórias das mais variadas estórias que constam no livro, que já foi lançado na Casa de Angola em Portugal, uma ressalta à vista: Kitata (prostituta) de luxo.
Esta estória, que tem como cenário inicial o Bairro Operário (BO), dá conta de uma jovem, que à pala da sua invulgar beleza, tem o domínio da arte de transformar os homens gostosos em “gastosos”. Essa é boa!
O exemplo de miúdas interesseiras e de homens “gastosos” está também no último romance (perdoem-me, mas confesso que não tenho o título na memória) do jornalista Luís Fernando.
Luís Fernando fala de miúdas que ao mínimo piropo, piscar de olho ou corte pedem logo que se alimente os seus telemóveis. “Se estás interessado, manda um saldo de USD 10. Se gostas de gostas de mim, manda um saldo de USD 20. Se me amas, manda um de USD 50 (sic)”.

1 comentário:

planaltobie disse...

BO! Está tudo dito.