11 dezembro 2008

Mugabe passou-se de vez?

(sugestivo cartune daqui)

O senhor Mugabe quando não é notícia, procura a notícia.

Ele não tem a culpa. De facto, culpa temos nós que ainda vamos dando novas dele. Só que o fazemos, pelo menos por mim falo, mais por respeito ao Zimbabué e ao martirizado Povo do Zimbabué do que procurar perder tempo com um déspota decrépito e inimputável.

Como se sabe, e disso a ONU e a OMS muito têm procurado dar conta, o Zimbabué padece de uma grave crise epidémica de cólera com cerca de 16.000 infectados e mais de 750 mortos. Pelo menos até ontem, segundo a divulgação de uma nota da ONU. Isto apesar da OMS admitir que o número poderá
ascender aos 60 mil infectados!

Felizmente que ainda há quem no Zimbabué consiga milagres apesar da super-inflacionadíssima inflação (mais de 230 milhões %) até porque, segundo personalidades externas aos zimbabueanos – não estou a dissertar sobre quem pensam, não –, como
Obi Egbuna, membro-fundador da Organização de Libertação Pan-Africana, tudo o que se tem dito do Zimbabué mais não é que pura especulação do imperialismo e dos seus acólitos, como Graça Machel, por exemplo.

Mas não é só Ebguna que acha que o senhor Mugabe é vítima; uma vez mais a União Africana impediu
qualquer crítica ou verberação ou deposição ao todo poderoso senhor Mugabe e ao seu regime (quem serão os seus brilhantes advogados que têm conseguido protelar sempre as críticas?).

Mas voltando aos milagres zimbabueanas. Se ainda ontem a ONU afirmava que o Zimbabué estava com uma difícil e incontida epidemia, o senhor Mugabe, em declarações hoje prestadas na televisão zimbabueana veio anunciar o grande milagre (será o terceiro ou quarto milagre de Fátima?) mugabeana; segundo o senhor Mugabe "
Estou feliz em dizer que nossos doutores receberam a ajuda de outros e da Organização Mundial da Saúde (...), assim não há mais cólera"!!!!

Das duas três. Ou os membros da OMS que ainda estão no Zimbabué já deixaram de saber fazer contas e divulgaram números miseravelmente incorrectos; ou os meios de telecomunicações zimbabueanas devido à crise económica operam com intermitência e por isso há números incorrectamente transmitidos para fora, ou… o senhor Mugabe conseguiu o milagre de correr todos os infectados a tiro e enterrá-los (leu mal a história; um
outro déspota, mas iluminado, num país europeu que o recebeu quase como herói há cerca de um ano, mandou foi enterrar os mortos e tratar os feridos; não manou desprezar os mortos e varrer a tiro os infectados…)!

De facto ou o senhor Mugabe pensa que pode continuar a fazer os africanos de parvos ou passou-se de vez!

Será altura, mais do que altura, dos seus amigos o aconselharem, de vez, a ir passar definitivas férias para onde melhor quiser e deixar o Zimbabué eo seu Povo. Mas, por favor, para o Mussulo não!!!

1 comentário:

Guilherme Freitas disse...

Acabou o tempo de Mugabe. Ele deve deixar a presidência do Zimbábue o mais rápido possível, antes que mais tragédias aconteçam. Abraços.