02 Março 2009

Guiné-Bissau no Notícias Lusófonas

"Eugénio Costa Almeida e Orlando Castro comentam para o NL a situação neste país lusófono em que o seu Presidente da República foi assassinado.

«A Guiné-Bissau é, ou assim tem sido, convenientemente, considerado um País pobre, débil e sem grandes recursos económicos”, afirmou ao NL o mestre em Relações Internacionais Eugénio Costa Almeida, acrescentando que, apesar disso, “tem mostrado ser um poleiro apetecível para muitos que querem o poder, seja de que forma for, e seja de que ocultos interesses possam estar por detrás desse apetite”. Já o jornalista Orlando Castro, salienta “que os assassinatos mostram, mais uma vez, a falência de alguns organismos internacionais, caso da CPLP, bem como a preponderância de Angola que avisou Nino Vieira e até se propôs retirá-lo antes do ataque”."

Pode ler integralmente esta matéria acedendo através do título “
Narcotráfico, miséria e ditadura fazem explodir a Guiné” publicado como Manchete de hoje do Notícias Lusófonas; (a minha análise integral pode ser lida aqui; igualmente citada no portal angolano Correio Digital).

9 comentários:

Anónimo disse...

manias dos porftugueses falar mal dos outros,quando eles escondem tantos males dentro deles mesmos.obrigada

Anónimo disse...

triste, portugueses so falam mal dos guineenses,mas sabemos porque,eles foram humilhados por nossos valentes homens na luta de libertacao nacional

Anónimo disse...

Comentarios que se faz da Guiné são evidentes que nos os Guineenses não podemos negar e sofrer com as mesmas. Mas gostaria de saber os mais interesas para que o nosso país esteja confrontado com a ignorância dos nossos dirigentes e deputados analfabetos. ---- Se nao vejamos: Quantos Médicos Guineenses residen em Portugal...

Anónimo disse...

Eu como Guineese, ascho que Portugal e os dirigentes Portugueses; contribuiro para a pobresa da G.Bissau,Porque e sempre em contacto para para os falsos contractos para desveio dos fundos Publicos.
E se o N.V nao voltase la o Pais poderia ter outro ritimo, mais para suas intereses, mais de novo involverao no regreso da pessao que te tido devastado o pais.

Anónimo disse...

os balantas sao as causas de instabilidades na Guiné Bissau
todos os assacinatos em bissau eles sao os autoris desses crimes porque eles os mais analfabetos na Guiné Bissau (mal entendidos balantas de merdas n'haiés de mato i djusta arma i ka bianda)

Anónimo disse...

eu concordo com o ultimo comentário feito.
por outro lado tambem culpo os nossos governantes que são muito lorpas.

Anónimo disse...

No meu ponto de vista analítico,acho que as coisas feias que se escrevem ou se falam hoje da Guiné, são evidentes que não podemos negar.portanto,pesso calma à todos os Guineenses, que esta situação vai ficar assim,porque não há nada que Deus não possa resolver.
acredito que envergonharão da Guiné.

Anónimo disse...

olá irmãos,guinesse tenha calma,sofremos muito e estamos ainda sofrendo.mas devemos ser um pouco seguro nas palvras.Desculpa pela expreção, claro que os nossos governante são oportunos ,mas pra sair desse situação ,nós como herdeiro da nossa patria devemos melhorar os nossos comportamento penssar positivo,saber que somos iguais não tem a etnia.eu não sou contra nem a favor de nenhuma etnia ,mas a favor do meu país e meu povo.Não estou de acordo com o comentário de uma pessoa que dizendo que os distriudores do nosso país são balantas, quero dizer pra ele que são nós mesmo,eu não sou balanta.pesso desculpa a ele mas o que ele falou e errado,presizamos de ter novas ideia irmãos,a raça não está no poder ,mas é guinesses,as raças traz a polemica ,odio inveja etc que até hoje estámos enfrentar.Mas espero com ajuda de todos nós subiríamos as escadas juntos.agradeço a deus por ter me feito e me mandar pelo um país belo e rica da natureza ,e que é um orgulho de todos guinesses.beijo pra todos os guinensses. guiné eu te amo

Paulo Antonio Bem-Obe, estudante do 4º ano de Sociologia na ULG-Bissau disse...

ola! penso que um país só se desenvolve não com as entrigas, nem com a promoção do racismo. A Guiné Bissau está a ser penalisada pelos seus proprios filhos, que desde a era colonial intrigaram uns aos outros, fizeram muitos dos irmãos mortos pelos colonialistas. Este preconceito, é, hoje errado. Nós estamos diaramente lutando para acabarmos com o fenomeno. Acho que o problema não está nas etnias, o que está em causa hoje é a falta de controle, de responsabilidade e noção de estado. Culpabilizo os politicos e o proprio governo que continua ter mãos pesadas sobre os tribunais.