09 julho 2009

Comentários, sim! Insultos, lamento, mas não

Parece que as pessoas não percebem que os blogues são um local aberto para trocar ideias e não para insultar quem quer que seja.

Até agora tenho permitido uma certa liberdade. Mas quando essa liberdade toca o insulto em vez da livre expressão, aqui, o “dono” e responsável do blogue não terá outra medida que não seja travar os ímpetos de quem não percebe até onde vai a sua liberdade sem pisar a liberdade dos seus “opositores”.

As Pessoas têm de começar a perceber que cada cabeça, sua sentença e que todos têm direito à sua opinião, mesmo que contrária à do autor e dos comentadores. E quantas vezes isto já aqui não aconteceu?

Mas porque a Liberdade de cada um acaba quando se espezinha a Liberdade dos outros e enquanto os insultos aos autor deste blogue – pseudo-insultos, porque não insulta quem quer mas quem pode e não reconheço moral a ninguém para o fazer – bem assim o aproveitamento deste, ou de qualquer outro, blogue para insultar terceiros demonstra deficiência de carácter, só há um atitude: colocar um travão nos abusos.

Perante este facto e já depois de ter discretamente alertado para os exageros e para a manutenção dos mesmos sob a capa do anonimato, não tenho outro remédio que começar a “moderar” previamente os comentários colocados alertando que, salvo alguma situação justificada, os comentários anónimos não verão nunca a luz do dia.

1 comentário:

Azoth disse...

O insulto vem sempre debaixo Eugénio.Ignore