20 fevereiro 2010

Madeira, a minha solidariedade

Há palavras que, por vezes, são desnecessárias, tal o impacto e a crueza do que os meios televisionais nos oferecem.


O que hoje se passou no Arquipélago da Madeira foi – é – isso mesmo!


A minha pequenez, enquanto ser humano só pode permitir-me dar a minha solidariedade e respeito pelos madeirenses, da Ilhas e da sua Diáspora.


Para mais informações pode ler a(s) notícia(s) aqui, no Notícias Lusófonas

1 comentário:

Lili disse...

Olá, Eugênio. Foi muita coincidência o nome de Pululu. Quando este cachorrinho nasceu, ele era de cor dourada e tão lindo que eu ficava brincando com ele e falando: que Pululu! Ai o nome ficou: Pululu.
Abraços.