11 março 2011

Angola: Líder militar da FLEC “aparece” morto

"Baía de Cabinda"; © foto Elcalmeida, Maio 2009

"Depois de ter sido atribuída ao Governo de Luanda a captura – segundo fontes próximas de cabindenses, foi rapto – do líder militar da FLEC, Gabriel Nhemba “Pirilampo”, há notícias agora que o corpo do mesmo está depositado na Casa Mortuária de Ponta Negra, República do Congo, com mostras de poder ter sido torturado.

Registe-se que Nhemba, auto-proclamado Chefe de Estado-maior da FLEC, residia, precisamente, naquela cidade congolesa e que, segundo fontes dos separatistas, terá sido encontrado por populares congoleses na aldeia de Tanda, na região fronteiriça de Massabi, entre o Congo e a o enclave angolano de Cabinda, província que advoga, pela sua especificidade territorial, a sua separação do território angolano.

É estranho que, depois de Luanda ter dito que terá acenado uma reunião com a FLEC para ser discutido e assinado um Memorando de Entendimento – que é feito do que assinou, em Namibe, em 2006 com o então representante da FLEC/Fórum Cabindense, Bento Bembe? – e de o movimento separatista o ter recusado, apareça, agora, o corpo baleado do antigo líder militar separatista.

Mas se pensarmos como foi, aviltadamente, apresentado o corpo de Jonas Savimbi, talvez até nem seja estranho o abandono do corpo… (...)" (continuar a ler aqui ou aqui)
Publicado no , "Malambas de Kamutangre", de hoje