02 dezembro 2005

Muro de Berlim!!! Volta, estás perdoado!!!

O próximo, foi respigado do jornal brasileiro GloboOnline.
O México combaterá as propostas de erguer um muro na fronteira do país com os Estados Unidos, disse nesta quinta-feira o ministro das Relações Exteriores mexicano, Luis Ernesto Derbez.
Preocupados com o grande número de imigrantes ilegais que atravessam a fronteira e com a possibilidade de que essas passagens sejam usadas por terroristas, muitos membros do Congresso americano defendem a construção ali de uma barreira semelhante ao Muro de Berlim.

Tudo porque, e na sequência das palavras do iluminado presidente George W. Bush que prometeu ir “intensificar o uso de aviões-robôs, cercas e outras tecnologias para aumentar o controle sobre a fronteira”, o deputado republicano Duncan Hunter propôs “erguer duas cercas paralelas, de aço e com arame farpado, entre o Golfo do México e a costa do Oceano Pacífico”.
Comparada com esta muralha quer a da China, quer a israelita, são meras caricaturas.
Volta Muro de Berlim!!! Estás perdoado.
Aqui fica sem mais comentários

2 comentários:

Frida27 disse...

Me parece muy injusto este tipo de actuaciones que tiene Éstados Unidos con México, ya que nosotros (yo mexicana) le garantizamos los trabajos que nadie quere hacer allí, y creo que al ser vecinos las cosas empeorarían de esa manera, sobre todo para los miles de latinos de otros países que cruzan por allí también, de todas formas, de estados unidos nunca se puede esperar nada bueno, ahora vivo en España, y no los tengo tan cerca por suerte...Salu2

Anónimo disse...

A politica e a actuacao quer dos Estados Unidos como da Uniao Europeia em relacao ao fenomeno da emigracao nao passa de actos vergonhosos e que nao so nao dignifica Esses Países que se reclamam defensores dos direitos humanos, como tambem contribui para piorar a situacao no mundo com um afastamento cada vez maior entre o sul e o norte, entre os ricos e os pobres.
O fenomeno de emigracao merece um debate mais serio e abrangente, por forma a encontrar solucoes as mais duradouras, viaveis e execuiveis possiveis. Este debate passa necessariamente pela abordagem de temas ligados a pobreza que flagela o sul, a necessidade de ajuda e apoio ao desenvolvimento dos Países africanos e america latina, para que possam ser criadas condicoes basicas do ponto de vista economico e social capaz de gerar emprego e bem estar social a sua populacao. Esta é e sera a unica opcao e o unico caminho a seguir, caso contrario nem com legislacoes, fiscalizacoes, murros e outras medidas conseguirao conter a vaga de pessoas molestadas pelos proprios regimes politicos dos seus Países e com o conluio e aceitacao da comunidade internacional, para europa e america, com o unico proposito de buscar uma vida melhor para seus filhos e familiares.
O fenomeno de imigracao e emigracao nao é novo... A Europa e indirectamente os EUA estiveram seculos e ainda estao em africa e america latina escravizando, explorando e saqueando a riqueza desses Países, hoje encobertos pela politica de investimentos e livre comercio. Pauperizaram estes Países, subjugaram-nos, manteve-os debaixo da ignorancia e do sub-desenvolvimento.Hoje quando estes (os emigrantes) vao para la precisamente buscar o que lhes fora retirado no passado, criam murros e arames, politicas e legislacoes como forma de estancar e impedir a entrada dos mesmos. A pergunta que aqui se coloca: sera que alguma vez existiu murro e arrame em africa? ou na america latina, quando os europeus e americanos livremente entraram e saquearam nossos bens? empobreceram nos Países e hoje sao chamados de ricos a custa daquilo que nos roubaram.
Este tema precisa de outro tipo de abordagem e é vergonhoso assistir a debates levianos que estao a ser levados am cabo quer nos EUA como na Europa sobre essa materia. Esses Países denominados RICOS deviam ser mais sensiveis a esta problematica e encetar politicas que ajudem a encontrar solucoes as mais consensuais e dignas possiveis.