08 março 2010

Moçambique, doadores “ameaçam”…

De acordo com a agência noticiosa portuguesa LUSA, os Países/doadores que contribuem para o Orçamento de Estado de Moçambique (OGE) terão dado um prazo ao Governo Moçambicano até "meados de Março" para se enunciar sobre reformas que pensa fazer, nomeadamente, as de reformas políticas, para poderem continuar a prestar o seu financiamento ao país.


Recorde-se que cerca de metade do OGE de Moçambique (qualquer coisa como cerca de 346 milhões de euros / 471 milhões de USD) é financiado por um grupo de 19 países e instituições, que habitualmente transferem a primeira parte desse dinheiro em Janeiro. Segundo aquela Agência, este ano, a transferência ainda não terá sido efectuada.


Ainda de acordo com a LUSA, os doadores e o Governo moçambicano entraram em "rota de colisão" na sequência do processo eleitoral do ano passado, quando uma dezena de partidos e coligações se viram impedidos de concorrer, total ou parcialmente, destacando-se, entre esses partidos, o MDM, que só pôde concorrer em quatro províncias e que mesmo assim elegeu oito deputados.

Recordo-me que já na altura houve quem achasse que os Países/dadores se estavam a intrometer em assuntos internos do País-irmão, além de ter havido uma eleição justa e clara…

Só que não me apercebi que o tal País-irmão esteja a ajudar o OGE moçambicano…

1 comentário:

ParadoXos disse...

aqui deixo um super voto!


abraço