23 fevereiro 2006

Maputo treme sob forte sismo

A capital de Moçambique foi atingida, esta noite, por um sismo com magnitude de 7,5 na escala aberta de Richter.
Durante cerca de três minutos o tremor de terra foi sentido em diversas zonas do país, com maior incidência em Maputo.
O sismo terá ocorrido por volta das 00;20 horas, a cerca de 530 quilómetros a norte de Maputo e a 225 quilómetros a sudoeste da Beira. O hipocentro do sismo foi situado a 10 quilómetros de profundidade sob a superfície terrestre, a 140 milhas a sudoeste da Beira.
Infelizmente - ou, felizmente, tendo em consideração a magnitude do sismo - causou 2 mortos e 28 feridos.
Felizmente, o sismo não provocou derrocadas de edifícios nem danos visíveis nas principais ruas da cidade de Maputo ou nas outras regiões atongidas.
Numa primeira análise a hipótese de tsumani foi posta de parte.
Além de Maputo e da Beira, o abalo foi sentido em zonas tão diversas como Durban, na África do Sul, e Harare, Zimbabué. Estranho não haver notícias da costa malgache.
Mas o que se estará a passar no Globo terrestre para, ultimamente, se fazer sentir sismos em locais e zonas pouco – ou nada – habituais em abalos telúricos?

ADENDA:
Entretanto consegui, ao longo do dia, contactar um grande amigo de Maputo, mais precisamente da Matola, que entre as poucas coisas que me conseguiu transmitir - e qual delas a mais preocupante - houve uma que, realmente, ressaltou e que nos deixa a pensar: "(...) O meu grande susto surgiu quando soube de uma replica de 7.5 da escala de Richer, registada a cerca de 400Km do Cabo da Boa Esperanca, sul de Mocambique.400Km do Cabo, significa ponto onde o Indico e o Atlantico medem forcas entre si. Sorte nossa foi que a Mãe natureza escolheu uma muito pequena ilha deserta, como epicentro. Se tivesse descarregado cerca de 1Km a norte ou a sul da pequena ilha, poderiamos estar perante novo fenómeno Tsunami que arrasaria todo canal de Mocambique.(...)". Uff!!!

3 comentários:

Anónimo disse...

Não é preciso prender, castigar e torturar a natureza para encontrar resposta para tudo. Porque nem tudo vem da terra, há sismos que saem da alma, sobretudo das almas inquietas. No caso, eu tenho uma explicação científica : a culpa foi do Carlos Gil que resolveu fechar o Xicuembo. João Tunes

IO disse...

Puxa, arrepia o que a adenda conta... - abraço para ti, IO.

Anónimo disse...

dá uma espreitadela
http://earthquake.usgs.gov/eqcenter/recenteqsww/Maps/region/Africa.php
um abraço